Abre o coração para o céu passarinho e não pousa mais. (Elis - 18, cidade do frio)
"Poderia ter sido diferente se eu tivesse dito alguma coisa naquela hora. Mas, não disse.”
O Caçador de Pipas.  (via ofuscador)

"Qual é o problema com ele? Pra começar, ele é real demais, esse é o problema. Eu não posso usar metáforas para descrevê-lo, elas morrem na minha boca. Aos vinte e poucos anos o sangue dele ferve. Ele ainda vai viajar esse mundo sem deixar um espaço para mim na mala dele. De nenhuma forma, angulo ou poesia um pedaço meu ficará com ele ou um pedaço dele poderá ficar comigo. Ainda assim reconheço que jamais seria tão completa nessas manhãs chuvosas se não fossem as mensagens dele no meu celular. Faz dois meses que ele entrou na minha vida. Dois meses! Como alguém parece tão certo em tão pouquíssimo tempo? E entrou de metido, não chamei ninguém. Faz bagunça de propósito, me mima como se estivesse comigo todos os dias, presente em carne. Mas não pode, nem quer. Miguel, você dói na minha pele, não no coração. Na pele me arrepia. No coração eu te evito enquanto posso. Você me faz sentir que eu consigo ter tudo e suga tudo, como se eu estivesse aqui para o seu capricho de ir contra a maré. Como se eu não soubesse que me tem justamente por não poder. E tem tanta certeza da minha entrega. Logo eu, que me prendo junto aos meus temores. Você está bem à minha frente, quebrando minhas regras. Ah Miguel! Se ele pedisse arrumaria minhas malas hoje, nos casaríamos amanhã com o tipo de promessa de ser nós contra o mundo e eu poderia até aceitar metade das suas ideologias sem discutir. Eu deveria ser sua, totalmente sua. Você sabe disso, pior ainda, você tem certeza disso! De que de um jeito irrevogável, nesse mundo nós deveríamos nos encontrar. Estávamos sendo preparados para isso, - ou talvez isso aconteça porque eu acredito - nos encontrar apenas por encontrar, mesmo que seja apenas para saber que temos um lugar ao lado de alguém, que essa coisa de cara metade ou de gente que lhe transborda, não é mentira. Nós nos encontramos e mesmo que seja para passar direto um pelo outro algum dia, mesmo assim, vamos com a certeza de que debaixo desse céu imenso eu tenho ele e ele tem à mim; E que a mesmo chuva que somente bate contra a sua janela, inunda minha casa. De algum jeito nós nos encontramos para saber que existe alguém por ele e alguém por mim a qualquer momento. Essa sensação de conforto até agora nos bastou e espero que sempre nos baste." 

Sobre Miguel e Cecília.

avermelhar

"Ele se fez vento e atravessou meu mundo, varreu minhas certezas. Eu me fiz chuva e chorei por dias, nublando o céu dele."

Sobre Miguel e Cecília.

avermelhar

"Porque não sei me dar pela metade, nem por partes. Eu transbordo.”
Clarissa Corrêa (via coordenando)
"Aí eu olho e penso “puta merda, então é isso que eu sou”? Quer dizer, quando eu tinha 7 anos eu dizia que queria ser tanta, mas tanta coisa. E agora veja só, eu não sou nada.”
Cibele Sena.    (via catedrais)
"Tem dias, que você se encontra no limite e uma coisa mínima que acontece faz você pensar em desistir de tudo, o desânimo toma conta e tudo que você deseja é ficar quietinho, ali, sozinho, sem ninguém para dividir esse momento de você com você mesmo. As coisas, as amizades, perdem todo o encanto e você só espera que ninguém te peça para continuar, só por hoje, só hoje. Mas essa tempestade passa e espero que passe logo, antes que eu perca tudo e todos”
— Resiliência da alma. (via resiliencia-da-alma)
"Poucos são os que ao deitar-se ousariam dirigir-se assim a Deus: - Senhor, trate-me amanhã como tratei os outros hoje.”
Autor Desconhecido.  (via a-menina-e-o-violao)
©