Abre o coração para o céu passarinho e não pousa mais. (Elis)
"O Mestre da Vida queria formar pensadores que conhecessem o alfabeto do amor. Acreditou no ser humano. Acreditou em cada um de nós, apesar de todas as nossas falhas. Honrou pessoas sem honra, e disse “Você pode!” aos paralíticos de corpo e de inteligência. Amou os que não o amaram. E doou-se a quem não merecia.”
Augusto Cury.   (via segredou)

morremos todo amanhecer

 

esse texto não é sobre você, mas acho que vai acabar sendo. um fardo que passei a carregar, babe. esse texto é sobre francisco do apartamento ao lado que acorda todo dia cinco da manhã pra pegar dois metros e um ônibus para ir a um trabalho que o sobrecarregam. ele acorda para a morte e ressuscita todo anoitecer no caminho de volta, para chegar e dar um sorriso pra sua filhinha de dois anos. 

esse texto é sobre maria, esposa de francisco, que acorda quatro e meia da matina para preparar o café e o almoço do marido. ela não dormiu bem essa noite. a velhice começa aparecer nas suas olheiras e rugas. seu olhar de sonhadora perdeu o brilho. pensa em fugir e deixar o marido com a filha. “egoísmo? e quem pensará em mim?”. 

esse texto é sobre a cidade grande. é sobre passos apressados. é sobre o tempo que dura um pouco menos a cada dia. sobre o suor que lava as calçadas e rega os sonhos. sobre as conversas no telefone. sobre a secretária que dá pro seu chefe na esperança de um aumento. esse texto é sobre menino que se vende na esquina da paulista porque sua mãe é uma alcoólatra e seu pai morreu quando tinha três anos. marcam seu corpo e ele arranha sua alma. 

esse texto é sobre a morte que de alguma maneira sempre sai ganhando. ela já me ganhou. e me ganha toda vez que me afogo no papel e choro pelos dedos. porque você se foi, meu amor. e todo dia é esse precipício.

mas o anoitecer tá chegando. ressuscitaremos. todo nós. descansaremos pra morrer pela manhã. 

convergido.

"Rir cura o cansaço na alma.”
Sandra Frassetto. (via reverenciador)
"Poderia ter sido diferente se eu tivesse dito alguma coisa naquela hora. Mas, não disse.”
O Caçador de Pipas.  (via ofuscador)

"Qual é o problema com ele? Pra começar, ele é real demais, esse é o problema. Eu não posso usar metáforas para descrevê-lo, elas morrem na minha boca. Aos vinte e poucos anos o sangue dele ferve. Ele ainda vai viajar esse mundo sem deixar um espaço para mim na mala dele. De nenhuma forma, angulo ou poesia um pedaço meu ficará com ele ou um pedaço dele poderá ficar comigo. Ainda assim reconheço que jamais seria tão completa nessas manhãs chuvosas se não fossem as mensagens dele no meu celular. Faz dois meses que ele entrou na minha vida. Dois meses! Como alguém parece tão certo em tão pouquíssimo tempo? E entrou de metido, não chamei ninguém. Faz bagunça de propósito, me mima como se estivesse comigo todos os dias, presente em carne. Mas não pode, nem quer. Miguel, você dói na minha pele, não no coração. Na pele me arrepia. No coração eu te evito enquanto posso. Você me faz sentir que eu consigo ter tudo e suga tudo, como se eu estivesse aqui para o seu capricho de ir contra a maré. Como se eu não soubesse que me tem justamente por não poder. E tem tanta certeza da minha entrega. Logo eu, que me prendo junto aos meus temores. Você está bem à minha frente, quebrando minhas regras. Ah Miguel! Se ele pedisse arrumaria minhas malas hoje, nos casaríamos amanhã com o tipo de promessa de ser nós contra o mundo e eu poderia até aceitar metade das suas ideologias sem discutir. Eu deveria ser sua, totalmente sua. Você sabe disso, pior ainda, você tem certeza disso! De que de um jeito irrevogável, nesse mundo nós deveríamos nos encontrar. Estávamos sendo preparados para isso, - ou talvez isso aconteça porque eu acredito - nos encontrar apenas por encontrar, mesmo que seja apenas para saber que temos um lugar ao lado de alguém, que essa coisa de cara metade ou de gente que lhe transborda, não é mentira. Nós nos encontramos e mesmo que seja para passar direto um pelo outro algum dia, mesmo assim, vamos com a certeza de que debaixo desse céu imenso eu tenho ele e ele tem à mim; E que a mesmo chuva que somente bate contra a sua janela, inunda minha casa. De algum jeito nós nos encontramos para saber que existe alguém por ele e alguém por mim a qualquer momento. Essa sensação de conforto até agora nos bastou e espero que sempre nos baste." 

Sobre Miguel e Cecília.

avermelhar

"Ele se fez vento e atravessou meu mundo, varreu minhas certezas. Eu me fiz chuva e chorei por dias, nublando o céu dele."

Sobre Miguel e Cecília.

avermelhar

©